Afinal, o que é um tecido crepe?

Por

Se existe uma unanimidade no universo da moda, é a de que o tecido crepe é um dos mais versáteis para se confeccionar uma nova peça. Devido a sua variação de texturas e espessuras, ele pode ser utilizado para compor diferentes tipos de peça, desde moda para festa até moda casual.

Neste artigo nós vamos te explicar melhor tudo que é possível fazer com o tecido crepe na moda. Quais são os tipos existentes de crepe e como usar da melhor forma nas suas composições. Vamos lá?

Tecido crepe: usado para diversas criações

Tão tradicional e presente na moda ao longo dos anos, o crepe vem do francês “crepê”, que significa crespo. Foi dado esse nome devido ao seu aspecto granulado, toque seco e levemente rugoso.

Mas esse aspecto pode assumir diferentes contornos, pois sua diversidade de espessuras e texturas pode produzir desde peças muito texturizadas, até as mais lisas e uniformes.

O tecido crepe também é um material que pode ser produzido com vários tipos de fibras, como seda, algodão e viscose.

Essa característica lhe configura muita versatilidade, podendo ser usado  de roupas simples, como blusas, blazers e calças ou mais rebuscadas, como na criação de peças para cortinas, sofás, estofados, entre outros.

guia-ilustrado-uniforme-perfeito-thumb-inverted

Qual a origem do tecido crepe?

Não existe ao certo uma data ou um momento de quando o tecido crepe passou a ser utilizado. A primeira aparição que se tem registro é no século XVIII, junto com viscose lã e tafetá.

Naquela época, luxo e frivolidade marcaram a sociedade francesa da época, com um carnaval de vestidos “sinos” – com quase 150 centímetros de circunferência.

Depois só ganhou mais notoriedade entre 1940 e 1950.  Na época, a moda mesclava jérsei de lã, veludo cotelê e crepes.

Enquanto a Segunda Guerra Mundial dava o tom para o pesado clima político da época, o estilo militar, mais sério, continuava em ascensão, com tecidos pesados e resistentes, como o tweed.

Devido à escassez dos tecidos mais finos, como a seda, a moda precisou buscar materiais alternativos, como a viscose, o raiom e as fibras sintéticas.

Como se fabrica o tecido crepe

O tecido crepe é nada mais, nada menos que uma torção dada a diversos fios como: seda, lã, algodão, viscose, poliéster. 

Essa torção provoca um encolhimento do fio durante o tingimento, dando ao fio e ao tecido um aspecto opaco, granulado e um toque seco.

A principal característica do crepe é a trama de fios, natural ou sintético, por isso uma grande variedade de tecidos é considerada crepe.

Após o processo de tecelagem, o crepe ainda pode passar por várias tratamentos, dentre eles o tingimento para ganhar nova aparência e ser usado para confeccionar várias peças.

Tipos de tecido crepe: como usar no dia a dia

Como dissemos, existem vários tipos de tecido crepe. Podemos começar a dividi-lo em crepes leves e crepes encorpados.

Crepes leves

Os crepes leves trazem como principal característica seu caimento leve e fluido. Os tecidos crepes leves mais famosos são o bubble, o lorraine e o nuage. Eles são uma ótima aposta para usar em climas mais quentes, por terem o tecido mais fino, mais solto e até mesmo mais fresco. 

  • O crepe Bubble como tradução do inglês, “bolha”, ficou com este nome por conta da trama do tecido, que parece ser feito por pequenas bolhinhas. Caiu no gosto da produção de roupas fresquinhas do verão, que ficam leves e soltinhas.
  • O crepe Twill possui ótimo caimento e é muito leve, ideal para peças que exigem movimento.  Sua superfície é fosca e tem a trama aparente em sentido diagonal. Em alguns casos, pode apresentar leve transparência. Muito bom para fazer vestidos, saias, calças mais soltas. 
  • O crepe de Seda utiliza tecidos mais nobres em sua composição. É um tecido leve e de aspecto ondulado feito com fios de seda altamente torcidos, promovendo uma textura única. Muito usado em decoração de casa para cortinas, almofadas e colchas, mas não para por aí. O crepe de seda é muito requisitado na moda com alta costura e grandes grifes. 
  • O crepe Acetinado possui uma textura creponada com toque levemente áspero. O tecido é uma ótima opção para fazer vestidos de festa num modelo leve e esvoaçante. O brilho dá todo um charme e o caimento é muito elegante.
  • O crepe Nuage e Lorraine traz para as produções de festa um glamour acetinado, leve, fluido e delicado. São queridinhos porque proporcionam caimento impecável, trazem sofisticação às peças e nunca são transparentes.

É muito recomendado também para quem trabalha em regiões muito quentes, uniformes com tecido de crepe podem ajudar a refrescar o corpo e a não ter problemas com suor excessivo, que gera cansaço e constrangimento. 

Veja alguns exemplos de como usar crepe leve no dia a dia:

Modelos usam blusas de tecido crepe leve
Modelos usam blusas de tecido crepe leve

Crepes encorpados

Os crepes encorpados, por sua vez, são ideais para eventos ou ocasiões que exigem um look mais formal, mais elegante e sofisticado. Isso porque os crepes encorpados se adequam à silhueta em um formato mais justo e pesado – já que trazem maior quantidade de elastano para conquistar um resultado estruturado.

Para os uniformes eles também são uma ótima opção para passar mais autoridade e a seriedade que o ambiente pede. Ele pode ser utilizado em calças, blazers e coletes para compor o look. Os mais famosos tecidos crepes encorpados são: Dior, Vogue, Pasquale e Valentino. 

  • Tanto o Dior como o Vogue possuem maleabilidade e movimento com opções tanto brilhantes, mais cintilantes, como mais acetinados, sendo mais sedosos e com uma gramatura que proporciona caimentos impecáveis no corpo.
  • O crepe de Malha é um tecido com muita elasticidade, ele é ideal para confecção de peças justinhas ao corpo. Tem o caimento pesado e sua estrutura lembra a malha de montaria, porém, bem mais leve e com textura pigmentada de aspecto fosco.
  • O crepe com Elastano é um tecido mais pesado, denso e não é nada transparente. Além disso, ele se ajusta ao corpo, definindo as curvas e deixando-as em evidência. Ou seja, se você deseja que a sua silhueta seja valorizada, ele é a melhor opção.
  • Já o Crepe Valentino não possui brilho, sendo mais fosco e mais texturizado que os outros tecidos encorpados de sua categoria. 

Veja algumas ideias de como usar o crepe encorpado no dia a dia e no  trabalho:

Modelo veste conjuntos coloridos no crepe encorpado da coleção Futuro + Colors
Modelo veste conjuntos coloridos no crepe encorpado da coleção Futuro + Colors
Modelo veste conjuntos coloridos no crepe encorpado da coleção Futuro + Colors
Modelo veste conjuntos coloridos no crepe encorpado da coleção Futuro + Colors
Modelos usam conjuntos coloridos de crepe encorpado da coleção Futuro + Colors
Modelos usam conjuntos coloridos de crepe encorpado da coleção Futuro + Colors

Gostou dos modelos de crepe? Confira essas e várias outras peças na Dash Uniformes.

Comentários: